0
Imagem mostra um bom advogado para inventário

Advogado para inventário: como escolher o profissional certo

Quando um ente querido falece, é um momento muito triste e que causa grande impacto na família. Diante disso, é normal passar por um período de luto e reflexão. No entanto, é importante contratar um advogado para cuidar do inventário, assim que for possível.

Todo o processo de inventário dos bens deixados pelo ente querido costuma ser complexo e sensível. Afinal, as pessoas enlutadas podem ficar vulneráveis e brigarem mais facilmente.

Por isso, é importante ter um bom advogado para cuidar do inventário e que possua as qualificações necessárias para o trabalho, de modo a conduzir o processo da maneira mais tranquila possível. Quer saber como? Então siga a leitura até o fim.

Antes de qualquer iniciativa, tente estabelecer um acordo com os familiares

Antes de começar a procurar por um advogado para inventário, converse com todos os familiares e herdeiros para chegar a um acordo sobre o testamento e os bens deixados pelo falecido.

Nesse sentido, é importante frisar sobre a importância desse acordo para poder acelerar o processo de luto e todos poderem lidar adequadamente com a situação.

Além disso, também é essencial falar e ouvir o que os familiares têm a dizer. Alguns não estarão preparados para tocar o inventário, pois interpretam esse procedimento  como um “segundo adeus” de quem morreu.

É importante ouvir e, por mais que não seja possível explicar, talvez dê para estabelecer um vínculo e deixar a pessoa expressar esse sentimento para poder seguir em frente.

O acordo entre todos os herdeiros facilita muito o processo e diminui sensivelmente  a dor de passar por um inventário. É muito melhor enfrentar esse momento em paz com toda a família do que uma situação de conflitos entre familiares.

Além disso, chegar a um acordo com todos os herdeiros facilita na escolha do advogado, já que será possível contratar apenas um profissional para representar todos, em vez de cada pessoa ter o seu próprio advogado, o que aumentaria muito o custo do processo.

Contrate um advogado para cuidar do inventário, que seja especializado no assunto

Quando for procurar por um advogado para o inventário, é importante pesquisar por um profissional que seja especializado em Direito Civil, com conhecimento e prática em testamentos.

Isso é importante, pois, apesar da lei ser a mesma para todos os advogados, nem todos os profissionais conhecem os trâmites de cada processo de maneira clara, não sabendo como agilizar a situação.

Por exemplo, alguns advogados são especializados em Direito Tributário. Eles sabem tudo sobre os impostos que as pessoas e empresas devem pagar, mas, necessariamente, não conhecem os trâmites de um processo de inventário ou de divórcio.

Dê preferência a um profissional do Direito, que seja acessível

O inventário é um processo muito difícil para a família. Por esse motivo, é comum ter dúvidas e medos. Parte do papel do advogado é ajudar a esclarecer a questão, conversar com os clientes e auxiliar os mesmos a passarem pela situação.

Diante disso, é essencial que o profissional contratado seja acessível, capaz de conversar e estar disponível para que a família esclareça todas as dúvidas e possa passar pelo momento com maior serenidade.

Contrate um advogado que seja especializado em mediação

Mesmo quando o inventário é feito de comum acordo entre todos os herdeiros, é possível ter uma ou outra discussão. Quando ele é feito sem acordo entre as pessoas, fica ainda mais complicado.

Por isso, é importante ter um advogado para o inventário que tenha conhecimento e experiência em mediação familiar, ou seja: um profissional que possa estabelecer uma mesa de conversa e diálogo entre as pessoas para poder superar barreiras e chegar a um acordo.

Opte por um profissional que estimule o diálogo

Ter barreiras e obstáculos em um inventário é um acontecimento normal. Diferentes pessoas acabam levantando diferentes situações para aceitar o procedimento. No entanto, existe apenas uma maneira de resolver essas questões: com diálogo.

É claro que é possível estabelecer um processo judicializado para tentar resolver tudo na Justiça, mas esse é o caminho mais desgastante e mais lento em todas as etapas.

Por isso, o melhor é utilizar o diálogo para resolver as barreiras que os herdeiros colocam no processo e convencer a todos de que o inventário é a melhor solução para todos os envolvidos.

Portanto, deve-se contratar um advogado para cuidar do inventário que estimule o diálogo entre as partes como forma de resolver os conflitos e agilizar o processo para que todos possam seguir em frente sem estresse.

Deu para perceber que, de todas as características de um bom advogado para inventário, praticamente todas têm a ver com a personalidade do profissional, não é mesmo? É essencial que ele seja um solucionador de conflitos e problemas, de modo a agilizar o processo e garantir que todos os herdeiros possam seguir em frente o mais rapidamente possível.

Se você busca por um advogado para cuidar de inventário, entre em contato com a gente e saiba como podemos ajudar a sua família a realizar esse processo complicado e delicado da melhor maneira possível!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp chat